segunda-feira, 12 de outubro de 2009

"Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar
Pôr-do-sol, postal, mais ninguém.
(...)Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Sinto absoluto o dom de existir,
Não há solidão, nem pena Nessa doação,
Sinto uma extensão divina
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você...
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você..."

3 comentários:

  1. Somos uma família...

    ResponderExcluir
  2. Andréa querida, ñ te conheço pessoalmente, mas há tempos te acompanho...Resolvi "tomar coragem" e me pôr como tua seguidora..rs Na verdade acho tdo isso muito estranho, mas tdo bem.Aqui estou, aliás "faztempão".(risos) Bom,ñ vou deixar meu e_mail, msn...nda aqui.Não sei exatamente como tdo isso se processa. Quero q saiba apenas q te admiro por admitar-te e só!Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Belezinha, acho q vou te "microchipar"....rs
    Subcutâneo, indolor e tem um ótimo resultado...ahahahahaha

    ResponderExcluir