segunda-feira, 10 de agosto de 2009

O que somos nós?

Ela construiu um muro ao redor do seu coração. Odiava ler notícias muito populares. Não, não sabia ser "normal". Extraía das canções mais que notas. Mantinha bom convívio social. Alguns cigarros, uns sorrisos... Tirava as amarras cotidianas após e, enclausurava-se no seu mundo aéreo, quase horizontal. Ela não sabia ao certo o que é o amor. Parecia não saber exatamente nada de conjugação de verbos humanos. Mas o seu léxico não era limitado. E sentir, ela sabia. E só. Bastava. Não comia. Não dormia. E se perguntava o porquê de ter que respirar. Era meio irmã das coisas fugidias. E tinha um medo exorbitante de tocar pessoas. Sabia ela, que dia ou outro as pessoas iriam embora e ela ficaria nua novamente. E nesses dias de frio intenso, ela escreve, escreve...Imprime seus sentidos no seu corpo. Não há muita coisa a fazer. E confundo-me. Estranhamente é confusão. Não sei mais quem sou eu ou quem é ela.

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. PARA QUEM GOSTA DE LACAN: A palavra arcaica anglo-francesa jouissance, retomada e ampliada por Jacques Lacan , sugere traduções interpretativas tão sutis como "orgasmo", "gozo", "fruição" "prazer", "satisfação", "posse", "apetite" ou "desejo". Em português, o termo tem sido traduzido por "gozo", no entanto, tal tradução carece de uma mais precisa definição.PARA SE TRADUZIR'BEM' jouissance terá de traduzir gosto,prazer; posse ou uso de alguma coisa de que advêm satisfação, vantagens, interesses; deleite sexual, prazer, orgasmo. O sentido para onde também nos arrasta o termo, significando zombaria, desdém ou menosprezo por alguém, é antípoda do sentido lacaniano de jouissance, que não encontra realização fora do contexto sexual. Distingue-se de "prazer", porque este, segundo Freud, embora motor de toda a actividade psíquica, é apenas um breve momento entre o desejo e a satisfação do desejo, assinalando desta forma um equilíbrio homoestático de um organismo submetido a uma tensão, que ele procura manter a um nível o mais baixo possível.Bonjour 'corujinha' 2!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Qui est la personne??

    Adorei a informação sobre Lacan e "jouissance"!

    ResponderExcluir
  6. Cette "personne" est mon bleu ...

    ResponderExcluir
  7. Ne pensez-vous pas que nous avons besoin de parler?

    ResponderExcluir
  8. Vc pode falar em português Elaine, eu consigo entender... ;)

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir